quinta-feira, 28 de junho de 2012

Supermercado

Ida ao supermercado

A última chatice lá em casa foi por causa do supermercado. Há 4 anos que Sua Exa. não põe os pés num supermercado (leia-se desde que foi viver comigo). De quem é a culpa? É minha pois claro que o habituei mal!!! Mas isso vai acabar, ai vai vai. E depois não quer ouvir coisas como “Não sou tua criada”…não gosta mas vai ouvir!!! Afinal trabalhamos fora as mesmas horas e porque é que em casa sua Exa. limita-se a pôr a mesa para o jantar (que eu estou a fazer), e a fazer a cama (onde ele também dormiu)?

Volta e meia vem à minha beira ser politicamente correcto: pergunta “-Queres que te ajude nalguma coisa?”, ao que eu respondo: “-que sabes fazer?”…fim de conversa. Um dia disse-lhe “-podes fazer o arroz!”, resposta “- não ia ficar em condições comestíveis”. Pois, sabe muito…
Mas eu apanho-lhe o jeito, é simples: bebidas como cervejas, panachés e gasosas (que só ele consome) vão deixar de existir na dispensa. Quando quiser que as vá comprar ao supermercado, as traga para o 2º andar sem elevador e as arrume no frigorífico (se as quiser frescas) e dispensa. E o mesmo se aplica ao after-shave, ao desodorizante, ao gel para o cabelo and so on anda so on…

Sem comentários: