sexta-feira, 17 de agosto de 2012

Anda tudo tolo


Eu pensava que era só eu... Contudo não sou a única.
À conta do desmame ando muito irritada e com vontade de bater em toda a gente. Ainda não passei dos pensamentos aos actos mas há quem já o tenha feito.
No regresso de almoço vi uma cena lamentável.
Ia eu sossegadinha (como quem diz a assapar porque tenho que picar o ponto) quando o transito começa a abrandar porque estava um carro parado na estrada. Achei estranho porque ali  há sempre lugares de estacionamento livres. Lá ficamos em fila a aguardar vez para passar. De longe percebo-me que dentro do dito automóvel estava uma fulana a esbracejar na direcção do banco do passageiro. Juro que fiquei assustada porque pensei que alguma criança estivesse a levar uma carga de porrada da sua mãe em fúria. No momento que ultrapasso a viatura ( e já ia com a mão na buzina para fazer peixeirada) até fiquei sem reação...estava uma mulher na casa dos 30 anos aos gritos e a bater num homem para ai da mesma idade. Ele defendia-se e a fulana berrava.
Que cena triste. Como é que se chega a algo assim?

1 comentário:

Urso Misha disse...

Boas,

Tenho partido o coco a rir com o blogue.
Bem, em relação à questão, tendo em conta que pessoas foram criadas à porrada, sem liberdade e viam as novelas brasileiras cheias de gritaria, pensam que a vida é assim. Liam, não, não gostavam, programas culturais, não, são seca, programas de entretenimento, YEAH, isto sim, vamos enfardar disto e levar como bitola.
Se é triste, é. Mas é verdade verdadinha, tenho visto...