terça-feira, 14 de agosto de 2012

Eu não queria conhecer

Hoje, como de costume, fui almoçar à casa da minha mãe. E como é hábito a televisão estava ligada na tvi.
O caso em questão era sobre uma filha que procurava o pai que a tinha abandonado (a ela e ao resto da familia) há mais de 30 anos. Ficamos a saber que o motivo do abandono foi banal. A emoção no reencontro foi nula pois afinal eram dois estranhos.
Á mesa comentei com a minha familia:
Eu não queria conhecer alguém que me tivesse abandonado!

(Nunca me passaria pela cabeça abandonar o meu gato quanto mais um filho...mas há gente para tudo)

Sem comentários: