quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Será legitimo?

Últimamente ando menos ansiosa... o organismo está a estabilizar do desmame e já sou capaz de pensar com mais clareza.
Por vezes dúvido do que quero.
Tenho medo de estar a colocar num filho o escape da minha frustação profissional. Algo do género:" Se não sou feliz no trabalho vou ser feliz com um filho".
Não sei se é legitimo pensar assim. Sei que se aparecesse uma oportunidade de sair deste posto e ir para o backoffice se calhar adiava este "desejo súbito" de ser mãe.
Estou confusa e com medo de ficar desiludida com a maternidade. Será possível isso acontecer?
Já de miúda  sentia que a minha realização seria pelo trabalho. Sempre me imaginei com uma carreira de sucesso e agora que não há perspectivas surje o desejo de maternidade. Receio que seja o subconsciente a tentar colmatar a frustação que sinto profissionalmente. E se corre mal? E fico frustrada a todos os níveis?
Não acho justo colocar tamanha responsabilidade num ser que não pediu para nascer.

1 comentário:

S* disse...

Ao menos tens consciência de que as coisas precisam mudar... força!