terça-feira, 18 de dezembro de 2012

Ai e tal o comércio tradicional…

Nunca fui gaja de mandar fazer roupa por medida, tenho a ideia que no final não fica como idealizamos. Em relação às compras por catálogo penso da mesma maneira, posso errar no tamanho ou a peça não fazer o efeito esperado. Gosto mesmo é de pronto-a-vestir. Chegar, experimentar e decidir. E também sou rápida no processo de escolha, ou gosto ou não gosto.

Decidi comprar o casaco da ferraché numa loja de comércio tradicional. Experimentei um modelo e como não tinha a cor que queria, encomendei, afinal era um modelo desta colecção. Expliquei à senhora que seria prenda do namorado para mim, pelo que precisava dele para o Natal. Faltava mais de um mês para dia 25/12. Esperei, esperei, esperei…e nada de me contactar… como não sou gaja de andar sempre a chatear fui deixando o tempo passar, afinal só preciso dela para ceia de Natal. Hoje decidi enviar uma sms a perguntar quando chegava o bendito casaco. Resposta: Não sei se está em produção essa cor…

Whaty???????? Qual é a parte do eu preciso dele para o Natal que ela não percebeu? Que parte do tem aqui o meu contacto…que ela não entendeu? É que ainda por cima ela cruza-se com a minha mãe e com o meu pai todos os dias, uma colega de trabalho mora por cima da loja, enfim, não faltavam meios para me avisar do contratempo...Deve achar que eu lhe vou ficar com algum outro casaco… vai ter sorte vai.

Se fosse num shopping passado uma semana o casaco estava lá, porque no pc consta os stocks, ou então avisavam na hora que não tinham…vou fiada em comércio tradicional, ai o atendimento personalizado e mais próximo do cliente, blá blá blál… lixei-me, estou furiosa. Há povo tão desleixado. E agora? Vou para os shoppings a 6 dias do Natal??? Não, claro que não! Por algum motivo fiz as compras no inicio de Novembro!!!

Haja paciência!

Sem comentários: