sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Formas de tortura não mortiferas

Não sei como é que isto me chegou à cabeça mas há tanto gajo que merecia ser cortado, leeeentamente, com uma navalha bem fiiiinhinha pelos mais diversos sitios do corpo e depois deitado numa banheira cheia de alcóol e deixá-lo lá umas horinhas, tipo a ganhar tempêro, como a carne para assar...sabem?

4 comentários:

Paulo Nunes disse...

Tambem penso assim de alguma mulheres!
Direitos iguais certo? :P

Morango Azul disse...

Certo.

Orquídea Branca disse...

txi...que coisinha mais dolorosa que metes-te na cabeça xD és má!!! xD

Katie disse...

Uiiii como sei e como concordo!!