quinta-feira, 21 de março de 2013

Esta juventude está perdida

Os meus dias são passados entre cama, tv e internet... uma excitação pois claro...

Foi agora mesmo ao Goucha da tvi uma jovem de 20 anos (oh ninguém tem 20 anos) que se apaixonou muito cedo (como se fosse a única) e claro, como é moda fazer sexo e responsável que é engravidou...
Então a certa altura o Goucha pergunta-lhe:

-És feliz?
- Não porque tenho estrias! - responde

Note-se que ela não disse que era infeliz porque estava desempregada e não tinha como sustentar o filho (verdade assumida no programa)...ela é infeliz porque tem estrias e não tem dinheiro para pagar o tratamento.
É impressão minha ou esta juventude (generalizando e sendo injusta com alguma minoria) tem os valores trocados? Vivem para a aparência não se focando no essencial?
Não condeno quem recorre a estes tratamentos e cirurgias para tratar da aparência, pois se eu mesma tenho próteses mamárias!!! A questão está nas prioridades! O importante para aquela miúda não era que não tinha como sustentar o filho, era que não se sentia bem com as estrias na barriga. Ora eu fiz a minha cirurgia depois de comprar casa, depois de a mobilar e porque tinha dinheiro para ela, caso contrário não me ia endividar nem pedir emprestado nem tão pouco ir para a tv, só para ficar mais bonita.
A infelicidade dela não advém de algum problema visível a olho nú, tipo uma deformação física, ou a cara queimada ou coisa que o valha, não, ela é infeliz porque tem estrias na barriga, sim porque TODA a gente vê a sua barriga.

Só me resta dizer...esta juventude está perdida!!!


4 comentários:

Paulo Nunes disse...

Eu sou infeliz também.... depois de duas semanas de sexo intenso para engravidar... fiquei com calos no dito cujo! E agora... o que vai ser de mim!!!
Estes cotas estão perdidos também!! :((

Morango Azul disse...

É melhor meteres baixa para recuperares!

uba disse...

Por um lado condeno, por outro entendo.
São jovens, solteiras, ansiosas por recomeçar a vida... Dependendo das estrias, acredita, pode ser um motivo para ser infeliz.
Obviamente que a resposta choca-nos, mas eu prefiro não condenar.

Roger disse...

Prioridades trocadas :/