terça-feira, 2 de abril de 2013

Coisas de gaja

Na semana passada tive a primeira aula do curso de puericultura/amamentação aqui no hospital perto de casa. Como tenho a mania de não incomodar ninguém, fui sozinha.
80% das futuras mães estavam acompanhadas pelo pai da criança e eu, na minha ignorância, pensei para mim: esta gente não sabe andar sozinha, obriga os homens a virem para aqui contrariados, eles não acham piada nenhuma mas vêm, coitados...

No decorrer da formação, chamemos-lhe assim, as enfermeiras iam falando para as mães mas também para os pais, com alguns "recados" à mistura, do género:

 ai e tal têm que dar muito apoio porque é um período difícil, é tudo novidade, há inseguranças, noites sem dormir, as hormonas ao estar aos saltos e a mulher precisa do vosso apoio... ai e tal eu depois vou ensinar os maridos a fazerem uma massagem de relaxamento na costas das mãe e blá blá bla... 

e eu pensei: alto lá...isto pode ser vantajoso para mim se ele também vier... afinal a ignorante aqui sou eu que tenho a mania de ser independente e depois só me phodo lixo... Vai dai que cheguei a casa e disse -lhe que ia começar a ir ao curso comigo porque as enfermeiras dizem que é muito importante a presença do pai... ele não achou muita piada mas eu encerrei o assunto desta maneira:

- olha, áquela hora não estás a trabalhar, não estás em casa a arrumar nem a adiantar o jantar, pelo que, resumindo, não estás a fazer nada logo vais-me acompanhar e não se fala mais nisso.

Tenho que me pôr fina!!!

2 comentários:

Paulo Nunes disse...

És fresca és! :P havia de ser comigo.. com esse tom dava-te castigo :)
Por acaso fui ao curso e foi uma xaxada. Alias.. eu ali até sabia pegar melhor num boneco (a imitar o bebé) que muitas mães! os homens nem se falam.. pareciam que pegavam num saco de batatas! Ahh sim.. se for como o meu.. levas um nenuku para treinar :P

Uba disse...

Ah pois é!!!!!!