segunda-feira, 20 de maio de 2013

Ainda em relação à notificação das finanças

Decidi não me chatear.
Tenho coisas mais importantes em que pensar...nomeadamente no meu bem estar e na saúde do meu filho.
Liguei para a repartição de finanças. Fiquei surpreendida por terem atendido o telefone, mais ainda quando me passaram a chamada para a chefe do serviço. Após explicar o motivo da notificação foi-me dito que:

- fiscalmente a união de facto é provada através de existência da mesma morada fiscal há, pelo menos, 2 anos - o que não é o meu caso apesar de vivermos à 5 anos ele nunca se deu ao trabalho de mudar a morada...agora que não se queixe.

- os procedimentos a seguir são: enviar carta a pedir a anulação da declaração em causa e enviar cada um individualmente. Estas novas declarações ficarão pendentes até que a primeira seja anulada, depois alguém da  repartição entrará em contacto connosco para nos dizer os passos seguintes.

Daqui tenho a dizer que gostei do atendimento e das explicações. No que respeita à união de facto, pessoalmente não me beneficia em nada pelo que ao fazer o IRS sozinha vou pagar menos de infantário do miúdo e para o ano ele até tem direito a abono de família, dado que este ano eu só trabalhei 2 meses.

2 comentários:

uba disse...

Mais nada! :D

agridoce disse...

Se me permites: embora tenha havido alguns chefes de serviços de finanças que, em anos, anteriores, aceitaram as declarações das juntas de freguesia...