quinta-feira, 13 de junho de 2013

Até me passo...shiuuu

Leio o shiuuuu frequentemente e até me passo com a fragilidade de certas pessoas... prometem suicídio a torto e a direito... é porque a relação acabou, é porque não se dão bem socialmente, é porque discutem com os pais, enfim...é por tudo e por nada e fico com a sensação que a maioria destas pessoas são jovens.

Ora eu pergunto: mas que juventude é esta? Não sabem enfrentar os problemas? Ninguém lhes ensinou que a vida nem sempre corre como queremos? Acabar uma relação é o fim do mundo? Estou-me a lembrar de um pré adolescente que se matou porque a namorada o abandonou...mas isto é alguma coisa? Querem ser grandinhos/as para andar na rua até de madrugada/manhã, maquiadas, a fumar, a beber, de tacão alto e a ter sexo e depois chega-se à hora de seres adultos e não passam de bebés.
Para mim esta juventude tem traumas a mais e falta de educação, moral e valores a menos...qualquer coisinha ficam traumatizados, revoltados e é o fim do mundo. "NÂO" é uma palavra que existe no dicionário e deve ser usada desde cedo pelos pais. Estão habituados a ter tudo de mão beijada e qualquer contrariedade é dramático...

Quando vejo alguém ameaçar o suicídio a minha vontade é responder: mas ainda está aqui? mata-te logo de uma vez que há quem tenha mais que fazer...é que já se banalizou tanto o suicídio e estes dramas, que afinal não passam de desgostos que nos deveriam ensinar a crescer, que já não há pachorra...

Tenho medo, muito medo pela sociedade "adulta" que estes jovens construirão...ou destruirão...Medo não por mim, mas pelo filho que vou colocar no mundo que terá que os aturar como professores e chefes...

8 comentários:

Same Old Guy disse...

Dada a tua condição não devias ver novelas desse calibre!! :P

Não vale a pena passares-te. Lá só estão expostos alguns dos pensamentos últimos, de algumas tragédias que só ouvimos falar.

A culpa inicial foi de Shakespeare, que deu ideias ao mundo sobre o suicídio, o resto, é muito fruto da nossa sociedade com falta de valores que hoje vivemos.

...o problema até é simples de identificar... já a cura...

Bjo*

Anónimo disse...

Concordo plenamente, aliás, não sou seguidora do blog shiuuu exactamente por isso, qualquer coisinha, suicidio, ca nervos!!

Que os adolescentes tem a mania de exagerar lá isso ninguém lhes tira, mas por amor de deus caraças, cresçam pá!
Nunca ninguém morreu de desgosto de amor, e o que não falta prai é outros/as, não desistam de viver só porque levaram uma "tampa" bolas...

Eu só de imaginar que daqui a uns aninhos tenho dois adolescentes em casa, até tremo! Ai os nervos que isso me vai provocar pffff

LA

agridoce disse...

E somos duas que nos passamos...

A Bomboca Mais Gostosa disse...

Concordo. Temos cada vez mais meninos e meninas traumatizados facilmente, que não têm valores e noção de coisa nenhuma. Não sabem o que custa a vida, nunca ouviram um Não. Por isso na primeira vez que ouvem, ficam chocados. Pequenos déspotas, é o que estamos a criar.

uba disse...

Concordo, estamos a criar uma geração insegura, mimada. Mas está nas nossas mãos mudar isso. Digo-te já, não é tarefa fácil isto do educar! ;)
bjs

Anónimo disse...

É melhor não atirar pedras para o ar...

Orquídea disse...

:S concordo mesmo com tudo o que disses-te....todos nós passamos pela idade da parvalheira, todos nós já tivemos desamores que nos parece que o mundo vai acabar ali e tal e coise....mas NUNCA, NUNCA me passou pela cabeça tirar a minha própria vida! Sempre consegui dar a volta por cima, e em casa tenho 2 exemplos de que tudo é possível basta querermos (os papás...)

Paulo Nunes disse...

Este post podia até ser meu! nem punha uma virgula nem um ponto a mais! Já escrevi em tempos um post sobre esse tema e penso da mesma maneira que tu!