sábado, 15 de junho de 2013

Comigo era assim

Meus senhores, só há férias depois das avaliações estarem concluidas pelo que podem fazer greve à vontade!

Era vê-los a bulir... deixar de ir para o algarve em agosto? nem pensar! é um direito que eles têm porque neste país só alguns é que têm direitos... já os pais dos alunos e os alunos têm somente a obrigação de cancelar as respectivas  férias ... porque a crise não pode chegar aos srs professores.

Não convém aumentar a carga horária porque depois não há tempo para dar explicações particulares nem passar tardes no café...

6 comentários:

Nadinha de Importante disse...

Acreditas mesmo que os professores vão de férias sem dar as notas aos alunos?
Duvido que isso aconteça.

Os professores só podem tirar férias em Agosto. Não podem tirar noutra altura. Agora imagina um casal em que ele só pode ter férias em Agosto de dois em dois anos, existe sempre um ano que a professora vai de férias sozinha, porque em Setembro não é permitido tirar férias.

E, as regalias já não são o que eram!! Algumas coisas são mitos urbanos.

Morango Azul disse...

Não te esqueças das pausas lectivas no natal e na páscoa... Ah e carnaval também.

Anónimo disse...

Vê-se mesmo que não é professora...

Por amor de Deus, acha mesmo que todos temos as regalias que imagina? Acha mesmo que todos ganhamos o suficiente para passar as tardes num café? Acha mesmo que preferimos dar explicações do que dar aulas numa escola?

Por ventura, sabe quanto ganha um explicador à hora em certos centros de explicações? Mal e porcamente! Ainda por cima temos de passar recibos verdes!

Acha mesmo que TODOS os professores vão de férias sem dar as notas dos alunos e que TODOS os professores podem ser encaixados no mesmo calibre?!

Já viu o que era se um médico tivesse de atender 20 ou 30 pacientes de uma vez, sendo que alguns deles teriam necessidades especiais? Já viu o que era se um bancário tivesse de atender 20 ou 30 clientes de uma vez, sendo que alguns deles seriam mal educados, iriam desrespeitá-lo ou até rirem-se dele como se a autoridade que ele tivesse fosse colocada em causa?

Nunca se esqueça de que por detrás de um professor ou uma professora também há um pai ou uma mãe com família e filhos para criar.

Portanto, não volte a colocar todos no mesmo buraco porque ainda há quem trabalhe por amor à profissão e por acreditar conseguir marcar a diferença naqueles alunos que, verdadeiramente, querem ser ensinados!

Morango Azul disse...

Por acaso nota-se logo que é professor/a.
sabe o que me dizem quando me queixo do meu trabalho?-arranja outro... E não são eles que me pagam. Imagine se fosse...

Paulo Nunes disse...

Tenho na minha familia muitos professores e professoras e a minha mãe tb já foi, está agora na reforma. Os professores ganham muito bem tendo em conta o salário médio nacional. Todos os trabalhos tem os seus problemas, benficios e chatisses. Estou a par de quase tudo o que acontece e acreditem que muita gente nem para professor serviam, principalmente os mais antigos. Claro que não são todos e ainda bem, mal fosse.

Morango Azul disse...

Também há muito jovem que vai para professor por não ter mais saídas profissionais e não por gosto... E não é fácil aturar crianças e adolescentes, isso eu reconheço...olha para mim não dava.