domingo, 13 de outubro de 2013

Amigos amigos, crianças à parte

Fiquei a saber no baptizado do meu filho que a minha irmã mais velha teve, em tempos, uma amiga que dava xanax ao filho de meses, para ele andar mais calmo... Como se não bastasse, à medida que o miúdo crescia e fazia asneiras ela castigava-o queimando-lhe a ponta dos dedos nos bicos do fogão.

Pior do que isto tudo é que a gaja teve mais um filho, uma menina, anos depois... O rapaz agora terá os seus 15 anos mas entretanto a minha irmã perdeu contacto com a fulana e não sabe como estarão agora os miúdos.

Caso algum dia eu esteja do lugar da minha irmã e saiba que alguém, amiga ou não, faz algo semelhante ao seu filho eu denuncio às autoridades. Porque só é mãe quem quer. Há por aí muito contraceptivo e até de graça no centro de saúde... em última instância: phodam menos abstinência!

E mais não digo porque isto revolta-me e, segundo as séries policiais, é assim que nascem os serial killers, graças a mães destas...

5 comentários:

Blogger disse...

Uma morte lenta (e dolorosa) é todo o meu desejo a mães/pais desse género.

Roger disse...

Faço minhas as palavras do/a Blogger! Há "pais" que não merecem sê-lo, de facto :S

A Bomboca Mais Gostosa disse...

Horrível. Nem sei o que dizer. Não me passava pela cabeça que mães actualmente fizessem isso aos seus filhos.

Anónimo disse...

É revoltante mesmo!
BJS
LA

uba disse...

Ai que horror, meu Deus!
Denuncia sim, temos tb responsabilidade social. Incrível!