terça-feira, 29 de outubro de 2013

Tenho dito

Mais importante que limitar o n.º de animais por apartamento é limitar o n.º de filhos que algumas "mães" deveriam ter. Isto de morar em barracas e ter 10 filhos a passarem fome deveria ser proibido. Não, não cabe à sociedade alimentá-los, cabe àquela tolinha deixar de parir. Porque pôr crianças ao mundo não é brincadeira.

Andam preocupados com quem estima animais, os retira da rua e cuida deles e acham normal uma mulher parir todos os anos. Se ela tiver condições financeiras para tal, concordo plenamente, agora quando as crianças andam descalças, vão para a escola sem comer, bebem sopas de vinho, não tomam banho, passam frio, pedem nos semáforos e, logicamente, lhes falta amor, essa senhora deveria ser laqueada quer quisesse quer não quisesse. Isto de ter filhos só para ter abono de família para ir gastar na tasca do lado em vinho e sardinhas fritas deveria acabar. Primeiro porque essas crianças merecem tudo de bom e segundo porque se a família não cuida delas tem a sociedade que o fazer, directa ou indiretamente.

7 comentários:

A Bomboca Mais Gostosa disse...

Olha menina, fiz uma metáfora muito parecida antes de ler este teu post. Efectivamente pensamos da mesma maneira em quase tudo.

agridoce disse...

Quando eu digo que muitas mulheres não deviam poder ser mães, ainda há quem julgue que eu sou radical...

agridoce disse...

Mães, não! Mulheres que dão à luz crianças.

Roger disse...

Subscrevo. Acho muito bem que se aumente a taxa de natalidade, mas então que se tenha condições para isso...

Nadinha de Importante disse...

Assino por baixo, antes dos animais estão as pessoas/crianças.

nadinhadeimportante.blogspot.pt

Paulo Nunes disse...

Tens em parte razão nisso.. contudo as pessoas das barracas muitas vezes não tem cultura suficiente para evitar os filhos nem condições de dizer que não ao homem... acredita que existem muitos casos desses.
Agora que se devia fazer algo nesse aspecto devia... mas como deves calcular.. vinham logo as associacões a gritar democracia, viva a liberdade da mulher etc etc!
nisto tudo.. quem sofre são as crianças!! :(

homem sem blogue disse...

Muito bem dito. Ontem fiquei parvo com a notícia. Mas acredito que a lei irá mudar.

homem sem blogue
homemsemblogue.blogspot.pt