quinta-feira, 14 de novembro de 2013

Da minha infância

Eu sempre fui uma rapariga muito asseada.
Conta a minha mãe que um belo dia eu resolvi limpar a gaiola do grilo porque tinha cocó. E lá fui eu para o tanque de pedra. E limpei, limpei, limpei... só que me esqueci de tirar o animal lá de dentro...

Conclusão: os grilos não sabem nadar ioouuu

Será que as nossas crianças sabem o que são grilos? Será que já viram algum? Lembro-me de ir com o meu pai à "caça" do bicho, ele metia uma ervinha na toca do grilo e esperava que ele subisse para a comer. É algo que se vai perder porque mais ninguém, na minha família, sabe apanhar grilos.

6 comentários:

Um Gajo Qualquer disse...

Ainda pensei que "limpar a gaiola do grilo" fosse uma metáfora... não é.

Paulo Nunes disse...

Não é fácil!
As nossas crianças só sabem ver TV!

Filomena Silva disse...

Eu sempre tive grilos na casinha e todos os dias lhe dava alface. Agora voltei a viver na aldeia, os meus filhos sabem o que são grilos porque eles aparecem junto à casa e até dentro. Não os caço, nem nunca arranjei uma casinha como eu tive, tenho pena dos grilos... mas é bom que os meus filhotes conheçam a natureza, coisa que grande parte das crianças não tem oportunidade de fazer. :-)

Anónimo disse...

Das melhores memórias da minha infância ;) juntamente com correr atrás dos gafanhotos :P

Já andei atrás de gafanhotos com o meu filho mas aqui onde estou não tem grilos... deste-me uma ideia - vou ver se encontro grilos perto de casa dos meus pais ;)
Apanhar grilos não tem muito que saber, é como disseste - a aventura está, depois dele estar a comer, conseguir metê-lo dentro da gaiola.

ps: Eu nunca fui normal porque íamos todos apanhar grilos (eu e primos) e depois de termos as nossas gaiolas cheias e bonitas eu arranjava forma de os libertar a todos. Eu não lhes queria roubar a liberdade... só os queria ouvir e ver um pouco mais perto. Os meus primos não achavam muita piada ao que eu fazia e comecei a ter acesso vedado às gaiolas. Às vezes era maior a aventura para os libertar do que para os apanhar :P

Bons tempos. Acho que, se fizermos por isso nada se irá perder. Desde que façamos com que as crianças convivam e vejam a natureza para não ficarem a pensar que a galinha é um "caldo knorr" (apesar da piada ser muito conhecida aconteceu mesmo na minha familia, já há alguns anos - ainda eu era pequena - com uns primos meus de Lisboa que nunca tinham ido ao campo :P , por isso não é de agora).

Anónimo disse...

Devido ao quintal doa vós, os meus sabem o que é um grilo, o mais novo adora mexer nos bichos já o mais velho até das borboletas foge!!!

jokas
LA

uba disse...

Mas tu tens esse conhecimento. E tens um menino! Mantém essa tradição, faz isso com ele e ele será portador da mesma. ;)