segunda-feira, 11 de novembro de 2013

O que tu queres sei eu

Sou incapaz de dizer algo que não sinto.
Incapaz de me oferecer para efectuar algo que não quero só para fazer boa figura já sabendo, de antemão, que a pessoa não vai aceitar.

E como não gosto destas frases politicamente correctas em que as pessoas dizem as coisas só por dizer também não as pronuncio e agradeço que façam o mesmo comigo. A frase mais descabida dos últimos tempos foi:

 - Vou entrar de férias, se precisares eu fico com o menino.

É que quando ouvi só me apeteceu responder:

- Enfia a tua "boa vontade" pelo cú acima que o que tu queres sei eu. Estás mas é a dizer-me que vais de férias e estás disponível para vir jantar cá à minha casinha, alapar a peida, comer e beber do bom e do melhor como fizeste em anos anteriores. Mas este ano não vais ter a mesma sorte. E quanto ao menino achas mesmo que eu deixava o meu filho com alguém que nunca quis pegar nele ao colo, com alguém que não sabe mudar uma fralda nem fazer um biberão? Já tens idade para ter juízo, deixa-te lá de fazer de boa samaritana que a mim não me enganas tu.

Mas limitei-me a não responder, fingi que nem ouvi...

5 comentários:

Nadinha de Importante disse...

Assim com uma atitude superior!!

nadinhadeimportante.blogspot.pt

Uba disse...

Às vezes é o melhor.
Como os pinguins do filme Madagáscar, "Just smile and wave!". lol

Anónimo disse...

é o melhor mesmo :)

A Bomboca Mais Gostosa disse...

Pois, mas era mesmo digno de resposta! Repara, eu sou igual, e quando posso, digo o que realmente penso.

Morango Azul disse...

Já não digo tudo o que penso... Gera muitos conflitos... A vida ensinou-Me...