sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

Da minha infância

Os patos lá de casa eram considerados animais de estimação porque eu adorava-os.  Cuidei deles até entrar para a faculdade, depois os horários eram difíceis e passou o meu pai a fazer isso.

Quando algum morria, por doença ou velhice claro, eu enterrava-os e colocava frequentemente flores e velas a arder sobre a "campa" deles.

1 comentário:

uba disse...

Afinal tens sentimentos. :P
(boca para quem te acusa de mil e uma coisas ;))