terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

Pensava que estava em Portugal

"Português condenado a prisão por partir vitrais de Westminster

Um sem-abrigo português foi condenado a dois meses de prisão por um tribunal londrino por ter partido à pedrada vitrais históricos da Abadia de Westminster, depois de lhe terem cortado os subsídios sociais...

Paulo Santos, 38 anos, desesperado com a sua situação e os cortes no apoio social, resolveu atirar pedras a uma janela da Abadia de Westminster em setembro passado, tendo os dois "buracos" nas vidraças causado um prejuízo avaliado em 7.000 libras (cerca de 5.000 euros).

O juiz Alastair McCreath, do Tribunal de Southwark Crown, sentenciou Paulo Santos a dois meses de prisão, após classificar o ato de "vandalismo gratuito" e de realçar o "significado histórico" da Abadia de Westminster."

Mais em http://www.jn.pt/PaginaInicial/Sociedade/Interior.aspx?content_id=3705157&page=-1


2 comentários:

Lia disse...

No meio do desespero o gajo foi esperto: são menos dois meses que passa na rua.

Portuguesinha disse...

É curioso que me fizeste lembrar da vez em que estive em Londres, ia a caminhar por aquela rua das lojas (não recordo o nome) numa cidade que não é inglesa mas totalmente cosmopolita e o difícil é esbarrar com um inglês de gema. Mas lá estava eu, sem escutar português fazia dias quando subitamente escuto alguém a falar com outro alguém num portugues perfeito. Era um indivíduo muito maltrapilho, poderia viver nas ruas. Será o mesmo?

O único português que encontro numa cidade cheia de nacionalidades e este era sem abrigo. Na altura achei que era um mau sinal, pois estava decidida a ficar por lá. E esbarro com alguém que não deu sorte...