sábado, 31 de maio de 2014

Começas a achar que até te está a safar bem nesta coisa de ser mãe,quando:

Em pleno hotel uma velhinha inglesa vem ter connosco e diz:

- Tenho observado o vosso filho e ele é um bebé muito feliz. Eu tenho 3 netos mas ele é adorável. Ainda o vou raptar.

Verdade seja dita que Eduardo não sai à mãe em simpatia. Ele é um bebé muito sorridente, cativa a atenção de qualquer pessoa e assim foi nestas férias. Batia palminhas aos turistas que passavam, ria-se para eles e tagarelava uns "tá, tá, tá", isto, mais o facto de ninguém o ouvir chorar, brincar sozinho alguns minutos bastando nós estarmos por perto, chapinhar na piscina às gargalhadas... o meu filho é um amor, lá isso é verdade.

(Por mãe entenda-se mãe e pai)

5 comentários:

Nadinha de Importante disse...

É, sempre, bom ouvir elogios, ainda mais de estranhos a reconhecerem as nossas capacidades!!

Timtim Tim disse...

Claro que safas. Tu és toda despachada e sensível. (ex-ovelha, ex-mariposa)

Uba disse...

Se uma inglesa dissesse que queria raptar o meu, levava logo nas trombas. Nunca facilitando! Brincadeira! LOL
Claro que estás a fazer um bom trabalho! Nunca duvides disso! :)

A Pimenta* disse...

Mãe babadinha :)

Portuguesinha disse...

A antipatia tinha de ser dividida entre ti e o pai em nota de rodapé, não podias deixar como sendo só tua? Assim a quem sairá o Eduardo? Às avós?

Ahah.
Mas pelos vistos adoras ter um filho diferente de ti. Que se conserve feliz por muito e muito tempo.

Se fosse a turista inglesa teria cuidado com a escolha de palavras. Principalmente depois da Maddie. "Brincar" a dizer que se vai raptar uma criança num resort de praia.... M E D O !!