sexta-feira, 20 de junho de 2014

As maravilhas da maternidade

Às vezes questiono-me se é para isto que tive filhos... Para andar a dormir mal, cansada, irritada, stressada, esgotada, impaciente, preocupada, dorida de corpo e, por vezes, de alma.

Umas vezes quero que ele já ande, outras que já fale, outras quero que já tenha 10 anos e outras que já esteja na universidade.  E depois bate-me uma tristeza por pensar assim e acho que não vou dar conta do recado, e apetece-me fugir, apanhar um avião e ir para o calor curtir uma praia em silêncio. E mais triste fico porque a criança não pediu para nascer... E a culpa é minha que a pus ao mundo e agora tenho que aguentar esta fase, até à próxima, porque pelo que percebi vai ser sempre assim: uma fase atrás das outra.

E o tempo vai passando e vou ficando esquecida de mim própria, da minha pessoa e dos outros porque não tenho tempo para nada. Como agora...não posso escrever mais...está aqui a choramingar agarrado às minhas pernas...até já. Vou ser mãe...pessoa, talvez um dia, quem sabe.

6 comentários:

Anónimo disse...

Por essas e por outras não invento de ter filhos. Filho é para quem "pode". Meu marido quer, apesar de já ter dois homens feitos, com mais de 20 anos. Insiste, mas já casou sabendo que eu não queria. E assim ficará.

S* disse...

Minha querida, muita força. Dias maus vão sempre existir.

Adriana disse...

quando se é mãe essas coisas acontecem/sentem-se. tem de se ter paciência, os nossos filhos tb nos dão muitas alegrias e é bom saber que estamos a ajudá-los a serem boas pessoas e a serem felizes.

Eve disse...

acredita que tambem ja desesperei.. mas o ponto de viragem é aos 3 anos... melhoram muito aos 3 anos, a nivel de dependencia e de compreensao

A boxexinhas disse...

R: obrigada pela dica :)

Uba disse...

No meio de tudo isso, é complicado ver o lado bom da coisa.
MAs eu vejo-a. Aprendemos o que é o verdadeiro amor. Porque ninguém ama antes de ter um filho. Isso eu acredito de corpo e alma. :)
Não trocava este cansaço por nada!
Força! É como dizes, são fases atrás de fases. Umas piores, outras menos e umas melhoras e outras fantásticas! :D
beijos <3