domingo, 6 de julho de 2014

Teorias e blá blás blás

Está a dar no canal 1 a divulgação de uma feira anual, ou lá o que é aquilo, que se chama barrigas de amor. Pelo que percebi são tendas com diversos assuntos relacionados com bebés. Num desses espaço falava-se de yoga para crianças dos 2 meses aos 12 anos e que ajudava a aumentar o vinculo entre mãe e filho.

Ora isso é muito bonito e ajuda a vender o conceito criado, no meu entender por algum desempregado que decidiu inventar algo para fazer, nada contra os empreendedores, a as mães de primeira viagem e cheias de nhe nhe nhés devem aderir em massa loucas que são pelas crias. Acho que não são precisas estas teatralidade s para se ter um elo forte com os nossos filhos. É que as mães, 99% delas, já passaram 48 horas por dia com os filhos mais algumas de noite.

Pois eu sugiro outro tipo de conceito. Aulas para as mães se mentalizarem que são pessoas. Que têm o direito a estar duas horas a relaxar a mente sem se sentirem culpadas, sem se sentirem monstros ou porque deixaram a criança mais um bocado no infantário ou porque querem passar um fim de semana a dois. Aulas para nos mentalizarmos que precisamos de tempo para nós e que não somos super mulheres que têm que carregar o mundo de casa, trabalho e familiar às costas. Isto é que é difícil, criar laços com os filhos é a lei da natureza, é inato. Difícil mesmo é distanciarmo-nos um pouco desta rotina de biberões, fraldas, sopas e papas.

5 comentários:

Nadinha de Importante disse...

Podes dar já esses workshops? Conheço muita gente a precisar!

Morango Azul disse...

Eu preciso é de os frequentar.

Coisas que Faço disse...

Olá Morango!

Acabei de descobrir o teu blog e estou a adorá-lo :)

Quanto ao assunto deste post... Pois eu cá também preciso urgentemente de um workshop do género que sugeres, lol!

Um beijinho :)
http://coisasquefaco2014.blogspot.com/

A Pimenta* disse...

Oh como eu te percebo.... Isto da maternidade é lindo, mas o impacto dos primeiros tempos é mesmo forte. É uma mudança incrivel em termos de rotinas, horários, hábitos. E há tantas inseguranças pelo meio...

Uba disse...

Se calhar nessa iniciativa também abordam esses assuntos. Não?! :S