segunda-feira, 12 de janeiro de 2015

Oh desculpem lá

Há algo que me está a escapar.
 
Eu gostaria que o dia tivesse 24 horas de dias e 12 horas de noite para não sentir que corro contra relógio.
Para não sentir que a minha cabeça anda a mil e as tarefas sobrepõem-se umas às outras.
Para não sentir que tenho pouco tempo para brincar com o meu filho, ou para dormir ou para namorar.
Para não engolir o almoço à pressa e ir a correr à farmácia ou à clinica marcar exames nos 60 minutos de pausa.
Para não estender a roupa enquanto faço o jantar e penso no jantar da noite seguinte.
E até gostava de ir ao ginásio no fim do sai mas isso implicava ter que sobrecarregar a minha mãe com mais trabalho e tempo com o Eduardo e, consequentemente, ter EU menos tempo para estar com ele, sim, é que o meu filho ( os dos outros não sei) às 21.30 h quer dormir. Ora se eu for pastar para o ginásio chego a casa à hora de quê? Adormecê-lo? E foi para isso que eu tive filhos? Para os deixar ao encargo eterno dos avós, para nem lhe meter as vistas em cima?
Eu devo ser ou muito exigente ou muito picuinhas porque eu não percebo como é que casais com filhos pequenos têm tempo para eventos sociais várias vezes por semana, ginásios, maratonas, etc e tal. Só se não trabalharem, ou se tiverem empregada todos os dias da semana, ou se não dormirem, ou se deixarem os filhos com alguém dias e noites a fio.
Ou não são humanos, não precisam comer nem dormir, ou então eu sou muito fraquinha. Deve ser mais isso. É que eu só tenho tempo para trabalhar, tratar da casa e estar com o meu filho. Se calhar sou eu que, mãe de primeira viagem, leve esta história da maternidade muito a sério. Se calhar se chegasse ao terceiro já não lhes ligasse nenhuma. Ou então sou eu que ligo demais. Mas se não é para se ligar aos filhos para quê tê-los?
Não percebo, eu não tenho tempo para nada e os outros têm tempo para tudo? Fazer as refeições, as sopas dos filhos, passar a sua roupa a ferro, tratar da casa não lhes ocupa tempo? É que mesmo ao fim de semana o tempo voa. Só me dou ao luxo de dormir a sesta com o miúdo… Devo dormir demais…
Não estou a dizer eu sou melhor mãe que as outras. Só digo que não entendo como é que eu não tenho tempo para nada e outras têm tempo para tudo.

5 comentários:

Paulo Nunes disse...

Tens toda a razão nisso! e eu tenho 2.... estou bem pior que tu! :)
Sim.. de facto nao temos tempo para nada! mas tambem lá em casa eu ajudo bastante. senão... nem tempo para dormir tínhamos!
Mas temos uma empregada que vai lá uma vez por semana limpar a casa e passar a ferro.. mas só uma vez! o resto fazemos nós! :)

Feijoca Magazine disse...

Concordo DESESPERADAMENTE com tudo!!!!!

E digo mais: se aparecer alguém a dizer que "é tudo uma questão de organização" ou que "temos de estabelecer prioridades", eu juro que... que... que...

gotadeluar disse...

Eu revejo-me neste texto. Acontece-me o mesmo. Ando sempre a correr e não dou conta do recado e depois vejo aquelas mães sempre perfeitamente penteadas e maquilhadas todas fitness com os meninos sempre lindos e perfeitos e toda festa e passeio e eu não consigo. Também quero a receita. Se encontrares divulga aqui no blog.

Filomena Silva disse...

Eu também não consigo entender. Como é que há quem consiga. Eu tou a ficar sem forças, não consigo dar conta de tudo.

nat. disse...

Eu também queria conseguir...
Se descobrires a receita, avisa por favor...
Por muito que tente dar a volta ao que há para fazer... tente brincar com eles e dormir... falta-me sempre tempo... e sobra-me muito que fazer...

Bom fim de semana!