quinta-feira, 26 de março de 2015

Procuro

Neurocirurgião especializado em coluna vertebral/medula espinal.


O que eu tenho a dizer sobre o acidente aereo...

Só tolos, phoda-se!!!

Mas porque é que o gajo (aposto que está enterrado em dividas) não se atirou de uma ponte abaixo depois de ingerir meio kilo de cianeto?

segunda-feira, 23 de março de 2015

Mas alguém que me explique?

Correr nas maratonas dá dinheiro?
 
… Mas é que tem que ser muito, meesmo muuito para elas lá irem com poucas horas de sono e despejarem os filhos bebés nas avós.
 
Se bem que comigo?...Nem a pagar! Porquê?
 
1º pretendo passar o máximo de tempo possível com o meu filho. Já basta deixá-lo na avó quando tenho que trabalhar
2º não tive filho para ganhar dinheiro com ele em publicidade, patrocínios, livros e afins
3º adoro dormir
4º já “corro” o suficiente à semana, entre levantar, vestir, maquiar, estender roupa, escovar o gato, dar o leite ao miúdo, vesti-lo, sair de casa, deixá-lo na avó, enfiar-me no carro novamente, chegar ao trabalho e picar o ponto a horas. Também na hora de almoço costumo fazer jogging entre trabalho-casa mãe-farmácia-trabalho.
5 º não tenho gordura para queimar
6º estou com mau feitio

terça-feira, 17 de março de 2015

Se a moda pega, não tarda nada, temos as autoestradas bloqueadas por centenas de calhaus cravados em alcatrão.

E quando eu pensava que o caso do Meco estava arrumado vejo dois trambolhos de mármore cravados em plena praia com o nome dos
 
coitadinhos que faleceram enquanto trabalhavam arduamente para sustentar as suas famílias
 
dos jovens vitima de uma onda maquiavélica que em conjunto com Deus _todo _poderoso _João _Gouveia  sofreram um castigo brutal
 
sedentos de poder que decidiram rebaixar-se a práticas de praxe para pertencer a um grupo de elite
 
estudantes bêbedos e/ou drogados  que decidiram ir brincar para a praia de madrugada no inverno
 
infelizes, vitimas de um acidente trágico e que todos lamentamos.
 
Por momentos pensei que seria uma escultura de homenagem realizada por colegas da Universidade, sei lá, do curso de artes ou assim, mas não.
 
Aquele trambolho é obra do escultor João Cutileiro que, a troco de uma bela quantia paga pelos papás das vitimas - interessadas a dar espetáculo porque querem que fique provado, a todo o custo, que os filhos eram uns santos dignos de estátua – lá veio concordar que “a história está a ser muito mal contada”.
 
Isto não basta fazer luto. É preciso fazê-lo em grande!
 
 
         

sexta-feira, 13 de março de 2015

O porquê de eu detestar médicos

Nasci com um tumor na coluna visível a olho nú – O médico disse que só se operava caso inchasse: MENTIRA!
 
Em 2007 fiz uma ressonância magnética para estudar o tumor e o neurologista diz: “ah isto dá-lhe dificuldades em andar em bicos de pé, não dá?” – NEGLIGÊNCIA: o burro do médico não detectou que as raízes da zona pélvica estavam comprimidas e consequentemente a provocarem-me problemas de bexiga.
 
Em 2012 repeti ressonância magnética após pioria dos sintomas – O neurocirurgião diz que operar não garante melhoria dos sintomas. INFORMAÇÃO INCOMPLETA. Esqueceu-se de dizer que operar podia evitar pioria dos actuais sintomas e surgimento de novos.
 
Conclusão: não tenho sorte nenhuma!
 
Estado actual: kgs de exames para mostrar ao medico de família para ser reencaminhada para um hospital central a fim de ser, ou não, operada à medula devido a agravamento e surgimento de novos sintomas.  Prevejo entraves e chatices, perda do processo e filas de espera e reclamações e eu a mandar tudo prá puta que os pariu…
 
Entretanto aguardo consultas a titulo particular com neurocirugiões para aferir da sua opinião.
 
Tudo bem, portanto!

quarta-feira, 11 de março de 2015

Sou só eu?

Que tem que fazer um esforço enorme para perceber o que o Herman José diz e quando percebo não lhe acho piada nenhuma?

É que ele parece um pavão...

segunda-feira, 2 de março de 2015

A pedido de muitas familias

Conto rapidamente o meu dia dos namorados:

Pela primeira vez, desde que o Eduardo nasceu, fomos dormir uma noite fora. Sim, 19 meses depois lá deixámos o miúdo com quem? Com a minha santa mãe, quem mais haveria de ser?!

Fomos jantar ao solar dos presuntos (adoro!!!) e dormir ao Altis. Usei uma lingerie difícil de colocar e pior de tirar... aquilo não dá jeito nenhum, a menos que não se use cuecas...mas pronto, avançando.: Foi dormir sossegaditos numa cama XL até o corpo acordar por si.

Almoçamos do Arcos e regressamos ao norte para encher o rapaz de beijos. Rapaz esse, que nem deu por falta dos pais...e anda uma mãe a criar um filho para isto.

Prendas: dei-lhe uma gravata Boss e recebi uma camisa de fato e um casaco de malha.