segunda-feira, 1 de junho de 2015

Oh macho latino, sente-se aqui por favor, tenho umas coisinhas a dizer-lhe

Isto é assim:

Tolerar mulheres ressabiadas porque não se sustentam sozinhas e têm que aturar homem para as ajudar nas contas e, logo, não poderem pagar empregada, eu até tolero. Coitadas!

Agooooraaaaa

Virem para aqui HOMENS ressabiados porque ACHAM que quem paga a empregada é o coitadinho do explorado do marido, a coisa muda de figura!!!

Caro "Rico em humildade" a ver se eu percebi:

Uma mulher tem de ser criada do marido! Não deve ter empregada para não gastar o dinheirinho do maridinho para assim lhe sobrar mais para ele gastar em, sei lá, putas, tabaco, vinho, casino, carros, whatever!?
Ou seja, a mulher deve tratar da casa de toda a familia sozinha, trabalhar fora e ainda ter que passar horas agarrada aos tachos, ao aspirador, ao pano do pó, ao ferro de engomar,  e com um sorriso nos lábios!!!Já o homem, que não gosta de fazer a ponta-de-um-corno em casa, deve ficar com os tomates assapados no sofá a assistir à cena. Caso este possa e queira aliviar a lide doméstica para evitar conflitos resultantes da repartição de tarefas, caso queira que haja mais tempo para estarem com os filhos, então, ele é um coitadinho de um explorado!!! Certo!?

E em resposta à sua pergunta: Não, não lhe vi o saldo bancário! Mas de todos os que corriam atrás de mim depois do divórcio escolhi o Mais rico. Sabe, é que pior que aturar homem, ter que cozinhar todos os dias, lavar cuecas, aturar os seus roncos de noite e os peidos ao longo do dia, levar com a sogra, a cunhada, a ex-mulher, os afilhados da ex-mulher, os amigos, nunca ter o controle do comando da TV,  ter o tampo da sanita sempre para cima, o frigorífico cheio de cervejas e o facto de ser benfiquista, pior mesmo mesmo, é aguentar isto tudo e ainda levar com um gajo pobre que tem que contar tostões.

Amor e uma cabana não é para mim. É público e o próprio foi informado atempadamente.

Orgulho-me de dizer que me sustento sozinha, não preciso de homem para me pagar as contas mas é bom que o faça de vez em quando. É bom poder frequentar restaurantes caros, hoteis de 5 estrelas, ir de férias para as Maldivas, andar em bons carros. Sim, é MUITO bom!

Se o meu marido fosse assim tão maltratado e explorado, como acusa, já se teria ido embora. Pelo que, pelo seu raciocinio, só posso tirar uma conclusão: EU SOU MESMO BOUA CARÁLHO!

18 comentários:

Maggie F. disse...

hehehehehehehehe muito bem dito. Adorei.

Bjo

Maggie F. disse...

Tenho pena das mulheres que têm um marido assim, livra!

Bjo

Filomena Silva disse...

Ahahahah. Adorei, Morango Azul. Nem sempre concordo com as tuas opiniões, mas neste caso foi um post muito bem escrito. Há pessoas que vêm para os blogs destilar ódio e inveja, não percebo isso. Costumo dizer "Se não tens nada bom para dizer, fica calado".

Anónimo disse...

És é uma boa merda... Dizes que andas em bons carros e tens uma carrinhazita familiar vermelha, poupa-me. Para mim um bom carro é um mercedes ou um bmw. Por favor não te gabes do que não tens, pk sabemos que trabalhar num balcão não te da nenhum ordenado por ai alem. Gaba-te do que tens, não do que não tens.

Anónimo disse...

És uma interesseira... Quer dizer que depois de te divorciares, andas-te a ver qual tinha mais dinheiro... Vendida... Deve ser esse o motivo pelo que casas-te a primeira vez, ah e a segunda, não nós podemos esquecer que nem um casamento soubes-te manter. Es realmente uma triste

Minnie Me disse...

Ai meu deus para o que uma pessoa tem de estar guardada...
Morango Azul priva os comentários a apenas utilizadores do blogger, assim quando comentarem com uma conta e quiseres saber vais lá pelo IP ;)
Agora permitir comentários anónimos dá aso a estes badamerdas virem aqui comentar a tua vida!

PS: o que têm as pessoas a ver se tens empregada ou não? o que têm as pessoas a ver se trabalhas num banco ou não? o que têm as pessoas a ver se mantens ou não casamento? o que têm as pessoas a ver se andas a investigar a carteira de alguém? NADA! Não ligues a este anónimo ressabiado! Olha que dar-se ao trabalho de vir para aqui escrever quando lhe faltam os tomatinhos para te falar na cara... Isso é que é de homem! LOL

SEEEGUEEE A NÃO ACEITAR OS COMENTÁRIOS ANÓNIMOS!
BEIJINHO*

Maggie F. disse...

nem um casamento soubeste manter? bem nem sei que diga … ainda há gente que ficou lá em 1960, ahahahahahahaha

Bjos


Maggie

Maggie F. disse...

Bem morango azul estou farta de me rir com os teus anónimos.

Bjo

Maggie

Maggie F. disse...

credo morango azul, o que fiestee a esta gente para te terem tanta raiva? ui.

Bjo

Anónimo disse...

Também não suporto pobretanas.Se querem casa arrumada e limpa, dinheiro todos os meses para me sustentar, já que não posso trabalhar para andar sempre tudo em ordem.Eu posso ficar em casa com o meu filho pequeno e a minha casa estar a brilhar,mas ele também tem de fazer a parte dele, mulher e filho para sustentar. Se exigem de nós, também devemos exigir deles. Uma boa casa, dinheiro para a governar, bom carro e trabalho decente e bem pago, se querem ter uma boa mulher. Mais nada.

Anónimo disse...

És bem pior do que pintavas antes.

Coitado do teu marido !!!

As: rico em humildade


Morango Azul disse...

Não permitir anónimos???

And miss all this fun?!

PFACosta disse...

Engraçado o grau de inveja que esses anónimos tem, inveja é uma coisa tão mas tão feia, panos de vinagre passa isso...

Sérgio S disse...

Este foi, sem qualquer espaço para dúvidas, um dos momentos mais intelectuais da história da blogosfera.

Eu que tenho empregada (está agora a trabalhar lá em casa), vivo num prédio com segurança 24h e piscina posso-me considerar um gajo apetecível para ser engatado? (Convém não dizer que durante a semana viajo de metro, juntamente com a classe operária, apesar de ter garagem em casa e no escritório, escritório esse onde depois do almoço costumo fechar a porta do gabinete para dormir uma soneca de 10 minutos, mesmo à gajo). Pessoal rico é outra coisa...

Casaert disse...

Gostei!

Patricia M. Silva disse...

Oh pá, adorei.
Eu trabalho desde os 18 anos. Não ia de férias para ganhar o meu dinheiro e não pedir nada a ninguém. Era incapaz e estar dependente de um homem. Onde gasto o meu dinheiro só a mim me diz respeito. Apesar de adorar limpar a casa (pancas), odeio cozinhar. Ás vezes há "discussão". Já o avisei de que se queria alguém que lhe fizesse o jantar todos os dias, eu não sou nem nunca serei a pessoa indicada.
PS: sou casada fez à uns dias 16 anos. O homem ainda continua lá em casa.

Anónimo disse...

Dinheiro é só papel...
Sozinho, faço toda a lida da casa, tomo conta dos meus filhos e sou feliz.
Mas não somos todos iguais, por isso, felicidades.
Encontramo-nos do outro lado :)

A Bomboca Mais Gostosa disse...

É claro que és boa, mas há dúvidas?! ;)