segunda-feira, 31 de agosto de 2015

Resumindo

Aguardo ansiosamente contacto do médico com data da cirurgia à medula. Nada de especial...quer-se dizer: fisioterapia pré-operatória, horas no bloco operatório com risco de lesões, dois dias na unidade de cuidados intensivos e mais uns quantos a injecções na barriga para evitar tromboflebites. Vou operar a Lisboa, no privado, e ficar 6 dias sem o meu filho...

O meu marido está deprimido, não sabe porquê...

O Eduardo está com amigdalite e faz, há dias, 39.9º de febre. Está a penicilina e não durmo há 3 noites e o miúdo não come há dois dias.

A minha irmã estava na fila da segurança social e andou à porrada com uma fulana de bairro social. Parece que levou mais do que deu.

Amanhã entro de férias, se é que se pode chamar fé-ri-as quando se tem um filho doente. Temos viagem marcada para a Madeira no fim da semana e nem sei que faça.

Tudo bem, portanto!

1 comentário:

Anónimo disse...

Parece que um azar nunca vem só!

Desejo as melhoras do pequeno. Se já está a antibiotico, agora passa depressa (espero!).

Espero que a operação corra bem!

Aproveitem para desanuviar a vão para a Madeira. Aproveitem!

Cláudia F.