quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

Update

Andei desaparecida é verdade. Aqui vai algo para vos fazer rir...

Ligaram-me do meu SAMS/SIB poucas horas antes do meu internamento para cirurgia à medula para retirar tumor benigno. E que disseram?: que não emitiam termo de responsabilidade, que teria que pagar a cirurgia e mainada.

Dizem eles que é uma cirurgia muito cara que que devia ser seguida pelo sector público (para o qual também desconto) e por ser referente a doença congénita não comparticipavam.

Ora estão a ver como fica o sistema nervoso de uma pessoa que está a horas de entrar num bloco operatório para ser sujeita a uma cirurgia de alto risco. É claro que os insultei de ladrões! Ladrões que só querem sócios que não apresentem despesas. Lembrei-lhes que o SAMS não é um seguro de saúde onde existem exclusões mas sim uma entidade de apoio na doença, como diz o regulamento. Este não menciona exclusões. E blá, blá, blá.

Como eu sou gaja que não depende dos outros para nada, lá fui ao banco liquidar a poupança, paguei e pronto.

Agora estou aqui indecisa se os meto em tribunal ou se denuncie o caso à comunicação social - o CM e a TVI deverão achar o máximo este caso, ou se faça as duas coisas.

Sou obrigada a descontar para o SAMS e para a segurança social. Não tenho culpa de ter doença crónica. Uma coisa é certa: se pensam que vou mudar de sindicato estão muito enganados. Vou continuar lá a apresentar despesas todas!!! Depois é só juntar tudo e ir para tribunal. Mortinhos para correr comigo estão eles: mas não lhes dou esse gostinho.

Tenho dito.

segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

Dúvidas existenciais

Porque é que um dos mais conceituados e caros cirurgiões plásticos do país apresenta a cara com manchas e cicatrizes?

sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

A sério até me irrita

Frequentemente dou uma vista de olhos pelo Shiuuu e digo-vos: às  vezes revolta-me.

Há gente que não sabe o que são problemas.

Há povo que adora fazer-se de vitima e espera que sejam os outros a tomar decisões por eles, por serem cobardes e não quererem enfrentar a realidade.

E mais fácil meter a cabeça debaixo da areia e culpar os outros -  companheiro/a, pais ou patrões-  a ter tomates para dizer: BASTA! QUEM MANDA NA MINHA VIDA SOU EU.

Alguém escreveu que preferia ser internada ou presa para assim fugir da sua vidinha. Vamos lá ver se eu explico isto sem me exaltar.

Querida:
Fala quem sabe!
EU fui operada à MEDULA (achas que tens problemas?) há 50 dias. Fui atropelada, na passadeira, há 5 dias (continuas a achar que tens problemas?).
Sabes em que isso ajudou a resolver os meus "problemas/dificuldades" prévios? NA-DA!

Na vida só não superamos o que não queremos ou o que é fisicamente impossível, como doenças graves. Deduzo que não tens problemas de saúde pois dizes que estarias bem na prisão.

Faz-te à vida!!!




terça-feira, 15 de dezembro de 2015

Cruzes credo

Qual a probabilidade de seres atropelada, numa passadeira, um mês depois da cirurgia à coluna?

Isto há coisas que só acontecem comigo...