sexta-feira, 20 de maio de 2016

De nascença

Dizia eu que a maternidade/paternidade estupidifica-nos mas há pessoas que já nasceram assim:

Estúpidas por natureza.

São aquelas que só olham para próprio umbigo e pensam que o mundo gira em torno delas e que os demais lhes devem vassalagem.

Até os animais na selva são mais civilizados pois sabem que na natureza há regras.  Sim, porque um hipopótamo sabe que não pode voar e assunto encerrado. Mas se o hipopotamos fosse estupido por natureza só descansaria após incomodar meia selva  e pôr outra meia a estudar um meio de lhe transplantar umas asas ou enfiá-lo num avião da Ryanair (com bilhete só de ida).

Estas pessoas estúpidas por natureza conseguem tirar 2 tipos de reacções:

 - Coitadinho! Faz-lhe lá a vontade, desvaloriza porque é um infeliz e esqueceu-se de tomar a medicação hoje;

- Olha-me este grandessíssimo filho da puta! Este marmanjo armado em carapau de corrida deve ter traumas de infâncias mas eu assapo-lhe já duas lambadas naquele focinho que ele baixa já a bolinha.


Conviver com gente estúpida por natureza:

- É muito difícil e só deve ser suportado por pessoas que tenham um karma muito pesado fazendo desse convívio forma de desenvolvimento nesta vida terrena e espiritual.


quinta-feira, 5 de maio de 2016

Conclusão

 A maternidade estupidifica-nos.

Basicamente por excesso de zelo...

... E pelo orgulho desmesurado que nos põe os olhos a brilhar e um sorriso rasgado na cara a cada nova etapa e conquista dos nossos rebentos...

... E pelo medo de falhar, seja por falta de tempo ou paciência...

... E pela cegueira que os torna sempre perfeitos e frágeis. Frágeis, eles serão sempre frágeis...

... E pelo receio que o mundo seja injusto e os magoe e o nosso colo e beijinho no doí-doí seja inútil...

... E... somente por amor verdadeiro.