quinta-feira, 5 de maio de 2016

Conclusão

 A maternidade estupidifica-nos.

Basicamente por excesso de zelo...

... E pelo orgulho desmesurado que nos põe os olhos a brilhar e um sorriso rasgado na cara a cada nova etapa e conquista dos nossos rebentos...

... E pelo medo de falhar, seja por falta de tempo ou paciência...

... E pela cegueira que os torna sempre perfeitos e frágeis. Frágeis, eles serão sempre frágeis...

... E pelo receio que o mundo seja injusto e os magoe e o nosso colo e beijinho no doí-doí seja inútil...

... E... somente por amor verdadeiro.